O que deve ser prioridade na sua comunicação interna

Avalie suas prioridades na comunicação interna

Aqui no Blog da Pix Mídia, falamos muito sobre como a Comunicação Interna deve ser considerada algo prioritário para as empresas. Chegou a hora de falar sobre o que deve ser prioridade na comunicação interna, confira!

Toda empresa têm seus públicos estratégicos com os quais é preciso manter um relação planejada. Dessa forma, no mundo corporativo existe dois tipos de comunicação: interna e externa!

A externa será aquela cujo intuito é manter uma relação com o público do ambiente macro: fornecedores, prestadores de serviços, clientes, parceiros, governo, a sociedade…

Por outro lado, a comunicação interna irá atingir o público que está dentro da empresa. Ou seja, trata-se da distribuição de informações aos colaboradores.

É sobre essa comunicação, a interna, que iremos tratar nesse artigo. Confira abaixo!

Entender os fluxos comunicacionais também deve ser prioridade na C.I.

Em toda empresa existe o que conhecemos como comunicação informal e formal.

A primeira, são meios ou até mesmo canais de comunicação que a própria firma cria. Hoje em dia, existem muitos canais como: redes sociais corporativas, newsletter, intranet, Tv Corporativa, murais, entre outros…

A segunda, concorda com as relações criadas entre as pessoas dentro da firma, no entanto, a informalidade nas comunicações ajudam no atendimento das demandas de última hora ou de demandas que têm certa urgência.

Com base na teoria de Robinns (2010), em toda empresa existe um fluxo de C.I. Segundo o autor, que fala de Comportamento Organizacional, esses fluxos definem-se em:

  • Vertical descendente: esse é o fluxo que acontece de cima para baixo, ou seja, quando a diretoria passa informações aos empregados sobre novas políticas, instruções, etc.
  • Vertical ascendente: de forma precisa, é o que ocorre no modo contrário ao fluxo acima. Quando os empregados comunicam à diretoria: sugestão de melhoras, indícios de resultados, entre outros.
  • Horizontal: imagine uma linha reta onde “todos” os empregados estejam nela, no mesmo nível. Nesse caso a palavra de todos tem o mesmo peso dando a entender que todos têm o mesmo nível na firma.
  • Transversal: este fluxo é multidirecional. Acontece quando a C.I. se reproduz em todas as direções da firma. No geral ela se dá em firmas que possuem a alta gestão ativa e integrada a todas as equipes, dessa forma, é possível construir uma relação de colaboração com muitos níveis de hierarquias.

A seguir, entenda quais outros princípios devem ser cruciais na sua C.I.

Afinal, o que deve ser prioridade na sua Comunicação Interna?

Deixar os empregados motivados na busca pelo êxito e ainda mantê-los sempre engajados é um dos maiores desafios para empresas e profissionais de Gestão de Pessoal dos últimos tempos.

Nesse sentido, tornar o local de trabalho harmonioso torna-se algo crucial para os gestores e, com isso, a C.I. tem um papel valioso.

Pela C.I. torna-se possível comunicar de forma nítida e objetiva, criar processos dialógicos que visem respeito, empatia e solidariedade. Ou seja, processos de C.I. que vão muito além de firmar um clima bacana, é criar uma cultura onde o empregado é o centro de tudo.

Uma má gestão da C.I. pode causar terríveis danos à firma. Serviços entregues de forma errada ou até mesmo o retrabalho, nesse caso, tornam-se exemplos do que pode acontecer.

Todavia, uma boa C.I. aumenta de forma bruta a eficiência das equipes, uma vez que a sensação de saber para onde seguir deixa os empregados mais seguros e motivados a darem o seu melhor pela firma.

Sendo assim, trouxemos algumas dicas para lhe ajudar a entender o que deve mesmo ser prioridade na sua Comunicação Interna, confira abaixo!

1. Desburocratize processos:

Deixe os empregados serem “colaboradores” nos fluxos de suas demandas. Sendo assim, se os empregados realizam as entregas nada mais justo que eles sejam livres para tentar simplificar e facilitar os processos. Dessa forma, o fluxo de trabalho e produção se tornam mais rápidos e fáceis para todos.

2. Implante locais privativos e silenciosos

Têm assuntos cruciais e delicados que precisam de privacidade, pois requerem que o seu trato ocorra longe dos ruídos e de conversas cruzadas.
Isso é crucial para o colaborador sentir-se à vontade e se abrir, afinal, em um local aberto isso pode não ocorrer. Dessa forma é notável pensar em preservar o empregado de conversas e ruídos e evitar que assuntos mais privados se espalhem. Sendo assim, o empregado também passa a ter confiança na gestão, e isso é crucial paras qualquer firma.

3. Tenha canais atraentes e variados

Seja informal ou formal a comunicação precisa de espaço, ela precisa acontecer em algum local, certo? Por isso, na mesma medida em que os canais oficiais integram a C.I. da empresa a comunicação formal deve existir. Quadros de reuniões periódicas, espaços de convivência devem estar atrelados ao objetivo de fortalecer o relacionamento com o empregado.

Dessa forma, ofereça também um local para o empregado se posicionar em relação à empresa. Nesse sentido, pode ser caixinha de perguntas de satisfação ou o que a empresa achar necessário, ouvi-los trará uma visão ampla de como a C.I. esta performando.

4. Cultive laços afetivos

De maneira geral, ações Endomarketing e até mesmo eventos para entreter fora da hora de trabalho também auxiliam a fortalecer os laços e criar uma relação afetiva. Por isso, aposte em palestras, eventos e em ações de reconhecimento que logo será possível ver resultados positivos.

E ai, gostou do nosso conteúdo? Então, aproveite para conhecer a nossa solução de TV Corporativa!

Solução para TV Corporativa
Solução para TV Corporativa