Tv Corporativa: como convencer a gestão a implementar?

implementando a TV corporativa - como convencer a gestão

Se você tem interesse em implementar a TV Corporativa e começar a estruturar sua estratégia de Endomarketing, no entanto, não sabe como convencer a gestão a fazer o investimento você chegou ao lugar certo. Confira aqui, o que você precisa saber para persuadir com a proposta e influenciar na decisão da alta gestão.

De maneira geral, gestores dão muito valor para soluções que tem o objetivo de melhorar os processos dentro das firmas, principalmente, se isso for ajudar a alçar os lucros que essas produzem.

No entanto, antes de apresentar e, até mesmo, sugerir qualquer solução nova é preciso preparar-se para a conversa.

No caso da TV Corporativa, têm muitas abordagens que podem dar certo. Isso porque, a a solução a pode ser utilizada por uma multiplicidade de atividades.

Desse modo, abordar perspectivas relevantes sobre a solução fica fácil, afinal, ela é um recurso que pode ajudar nos mais diferentes aspectos dentro da comunicação interna de uma empresa.

Dessa forma, pensando em todas as vias que a TV Corporativa pode abranger, vamos dar dicas de como fazer a abordagem e apresentar a solução para a alta gestão.

Dessa forma, você poderá estruturar ideias de para implementar que influencia diretamente na decisão de compra da alta gestão.

Leia este artigo e saiba como vender TV Corporativa para seu gestor!

Explique o que é TV Corporativa

Primeiramente, o passo é explicar o que é a TV Corporativa e qual são os seus fins. Para tornar o enfoque mais atrativo, o conselho é que se faça uma apresentação .

Nesse sentido, organize informações relevantes sobre a solução. Para te ajudar nessa etapa listamos algumas, confira:

  • Melhora a comunicação interna nas empresas, na medida em que garante agilidade na entrega das informações;
  • Ela facilita o modo como as equipes se comunicam e ajuda todos a focarem no que é mais importante;
  • Conecta os funcionários offline, pois é a ferramenta de comunicação interna ideal para alcançar os funcionários que não trabalham em escritórios;
  • Melhora o engajamento, pois pode-se destacar o desempenho e o resultado das equipes ou elogiar colaboradores elevando a autoestima do grupo;
  • A comunicação passa a ter um custo menor, uma vez que, troca-se impressões de cartazes e informativos, apresentando-se como uma alternativa moderna e econômica;
  • É possível criar avisos e comunicados e, em poucos minutos, divulgá-los para toda a empresa de forma rápida, prática e responsiva.

Outro argumento que é crucial na tentativa de influenciar a gestão a implementar a solução é descrever em base comprobatória o uso da ferramenta. Mas afinal, como fazer isso?

Simples, você pode provar como o uso da ferramenta é importante para ação, usando os conceitos e autores que destinam ela como importante. Nesse caso, os conceitos são da área de comunicação interna e endomarketing. Sendo assim, acompanhe o próximo capítulo.

Apresente o quanto a comunicação interna é importante.

Aqui no Blog da Pix, a gente sempre fala sobre a relevância da C.I. para as firmas. Talvez esse outro artigo ajude a se aprofundar melhor com o tema.

Mostre como usá-la em prol da comunicação interna pode ser muito proveitosa. Dessa forma, faça com que a gestão entenda de forma clara quais serão os benefícios de potencializar a comunicação com os empregados já existente, por meio da ferramenta.

Sendo assim, promova ao longo do documento citações teóricas que embasem a C.I.

Você pode encontrar citações nos livros do artigo citado acima, mas para deixar o seu trabalho mais fácil, nós sugerimos algumas:

Para se fazer entender a real abrangência da C.I.

A comunicação permeia todas as ações empresariais e dependendo de sua
solidez e transparência é responsável por vários êxitos frente às mudanças,
pois as decisões serão pautadas em conhecimentos da alta administração e dos
empregados. (LUCENA, s/d).

Para explicar como a relação de informação, Tv Corporativa e gestão implica na relação empresa e empregados:

A democratização interna da informação permite que os funcionários saibam
mais sobre a empresa, seus processos, produtos/serviços, mercados, metas e
desafios, desta forma, eles sentem-se parte do processo e, provavelmente,
ficam mais comprometidos e motivados. Estes dois fatores contribuem para a
formação da opinião pública interna positiva, além de serem determinantes
para o clima organizacional. (LISBOA e GODOY, 2006)

Para enfatizar o uso da TV Corporativa para disseminação de informação rápida, fácil e responsiva:

De uma maneira geral, podemos considerar que a informação relativa às
operações segue as lógicas de trabalho e não está dependente do serviço de
comunicação interna. No entanto, pode acontecer que informações dessa
ordem lhe devam ser confiadas. É o caso, por exemplo, de todas as notícias de
ordem prática que devem ser transmitidas a todos num tempo bastante curto.
(DUTERME, 2002, p. 113)

Após essas duas etapas, é preciso pensar na principal que é onde todas as “dores e dificuldades” devem ser postas à mesa.

Dessa forma, siga na leitura do artigo, passe para o capítulo a seguir e entenda como isso pode ser feito.

Mapeie as dificuldades

A gestão irá questionar muitas vezes quais são os motivos de aderir a solução, por isso, quanto mais dados internos trouxer melhor serão as chances de argumentação.

Sendo assim, a melhor forma de entender onde é preciso implantar melhorias na C.I. é realizando um diagnóstico.

A fim de que o diagnóstico seja feito a sugestão é que seja realizada uma pesquisa de clima, nesse artigo ensinamos o passo-a-passo para você aplicar o método, confira!

Assim, ao olhar os resultados do diagnóstico é possível inferir onde é preciso melhorar e, essas serão as dores. São as lacunas a serem solucionadas com a TV Corporativa que devem ser mostradas à gestão.

Por fim, defina métricas para mensurar resultados

A gestão antes de implementar qualquer ferramenta nova – mesmo que saiba do quanto ela é relevante – vai querer saber em quanto tempo o investimento dará retorno.

Tendo em vista isso, é básico fixar KPI’s e mensurar os resultados das estratégias dos conteúdos usados na TV Corporativa. É crucial definir um prazo ou tempo minimo para iniciar a mensuração, afinal, as coisas não irão dar certo da noite para o dia.

Um modo de avaliar é aplicando de novo a pesquisa de clima e vendo o modo como as mesmas questões são respondidas.

É a partir da resposta que é possível ver as contradições e, assim, verificar o que mudou desde então.

Em conclusão, ao reunir todas as dicas colocadas acima, você poderá de forma fácil convencer a alta gestão a aderir a TV Corporativa, afinal, estará apresentando motivos reais que possuem impacto positivo com os empregados e, por consequência, na forma como a empresa alcança suas estimativas de lucro.

E ai? Gostou do nosso conteúdo? Então, saiba mais sobre a nossa solução, clique aqui!

Solução para TV Corporativa
Solução para TV Corporativa

Se você quer olhar os materiais da onde retiramos as referencias citadas mais acima, procure por:

LUCENA, Valdecira Bezerra. A tecnologia como parceira da Comunicação Empresarial
Interna.

LISBOA, Flavi Ferreira Filho e GODOY, Leoni Pentiado. A Contribuição da Comunicação
Organizacional na Obtenção do Comprometimento dos Colaboradores. XXIX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. UnB. 2006.

DUTERME, Claude. A comunicação interna na empresa: a abordagem de Palo Alto e a
análise das organizações. Lisboa: Instituto Piaget, 2002. Trad. Ludovina Figueiredo.