Os benefícios de empresas e como eles motivam o colaborador

Qual é a diferença entre o emprego bom e o emprego ruim? É bem provável que muita gente responda que o dinheiro é o mais importante. Porém, será que é só isso? Além do salário competitivo, útil para reconhecer o trabalho do colaborador e fazer com que ele fique, existem outros benefícios de empresas que fazem toda diferença.

Neste texto, vamos falar sobre alguns deles.

Em primeiro lugar, nem todos os benefícios de empresas pesam no bolso. Sendo assim, pequenos ajustes no local de trabalho e nos processos internos já ajudam o profissional a se sentir melhor. No entanto, isso não quer dizer que a remuneração precisa ficar de lado, assim como outras vantagens. Apenas que um gesto, por menor que ele pareça, já é muito bem-vindo.

Por que os benefícios de empresas são tão desejados?

Ao passo que as empresas escolhem a pessoa que se saiu melhor em uma seleção, por exemplo, os candidatos também comparam as propostas que recebem. Dessa forma, os benefícios de empresas contam muito na hora de tomar uma decisão. Ou seja, empresas que pensam no bem-estar do profissional, dentro e fora do ambiente de trabalho, saem na frente.

Durante a pandemia da Covid-19, que mudou e continua mudando a vida de muita gente, o cuidado da empresa com sua equipe saiu do presencial e invadiu o home-office. Desse modo, os trabalhadores foram apresentados a outros problemas. Tais como: dar conta do emprego e da casa, administrar o tempo, investir em equipamentos, entre outros.

Nesse sentido, a ajuda de custo é uma mão na roda para arcar com a energia elétrica, a internet e muitas outras despesas da jornada remota. No mais, além de ajudar o empregado a se manter, esse auxílio demonstra que a empresa se preocupa com a saúde financeira do seu time. Sobretudo em um momento tão difícil.

No entanto, além do dinheiro, a saúde mental também conta muito. Isto é, quando a empresa não mede esforços para ajudar seu funcionário, ele se motiva. Seja no trabalho, o que reflete nas entregas do dia a dia, como na vida pessoal, pois provoca o aumento da autoestima e da sensação de pertencimento. Legal, né?

Os tipos de benefícios de empresas que existem

Para se ter uma ideia, os benefícios de empresas podem ser legais ou sociais. Em primeiro lugar, os benefícios legais são aqueles que estão na lei, ou seja, o 13º salário, as férias, o direito ao vale-transporte, etc. Os benefícios sociais, por sua vez, não são obrigatórios, mas ajudam a atrair novos talentos e a manter os que já estão na empresa. Veja alguns exemplos:

Que os jogos comecem

Faz tempo que os jogos, sejam eles eletrônicos ou de tabuleiro, são usados nas empresas. Além da diversão, importante para estimular a criatividade e o trabalho em equipe, os games são uma zona de respiro. Afinal de contas, trabalhar durante horas a fio pode afetar a produtividade e a qualidade do time.

Um cochilo não faz mal a ninguém

Muita gente gosta de tirar uma soneca depois do almoço. No entanto, dormir de 10 a 20 minutos não é, apenas, uma fonte de prazer, mas também ajuda a manter o foco e a concentração no trabalho. É o que aponta a Fundação Nacional do Sono dos Estados Unidos, em um estudo há pouco divulgado.

Informação e entretenimento na tela

Por fim, instalar uma TV corporativa nos espaços comuns da empresa é uma forma de levar conteúdo rico aos colaboradores. Enquanto os funcionários almoçam ou tomam café, por exemplo, as telas podem exibir notícias do mundo, curiosidades e as campanhas internas da empresa. O que mantém todo mundo entretido e bem-informado.