Outubro Rosa – Ideias de Ações + Kit de Conteúdos

De todas as campanhas que ocorrem todos os anos, o Outubro Rosa é uma das mais conhecidas. Isso porque o mês de combate ao câncer de mama, o mais comum entre as mulheres, inspira ações no Brasil e no mundo.

Para se ter uma ideia, o relatório do Instituto Nacional do Câncer (Inca) mostra que 66.280 mulheres receberam o diagnóstico da doença. Só neste ano. No entanto, a boa notícia é que o câncer de mama tem tratamento e ele dá certo.

Porém, descobrir o câncer logo no início faz toda a diferença. De acordo com o Instituto Oncoguia, 95% dos casos diagnosticados no começo têm mais chances de cura.

Por isso o Outubro Rosa é tão necessário. Além de levar mais informação para quem não tem, a campanha traz temas como o exame de toque e a mamografia. Ou seja, formas de prevenir o câncer de mama.

Sobre o Outubro Rosa

Tudo começou nos anos 90. Lá nos Estados Unidos. Na época as ações ocorriam em alguns locais, mas ao ser aprovada pelo Congresso Americano, o mês de outubro se tornou o mês de combate ao câncer de mama.

O laço rosa, por sua vez, surgiu em 1990, quando a Fundação Susan G. Komen for the Cure distribuiu o símbolo aos participantes da primeira Corrida pela Cura. Evento que ocorre, até os dias de hoje, em Nova York.

Desde então, as outras cidades dos EUA passaram a aderir à campanha. Entre as ações, se destacam as corridas, os eventos em espaços públicos, os desfiles com quem venceu a doença e muito mais.

Outubro Rosa e o Brasil

O Outubro Rosa chegou no Brasil em 2002. Por outro lado, a campanha só repercutiu anos mais tarde, a partir de 2008. Ano em que o Instituto Neo Mama iluminou a Fortaleza da Barra, em São Paulo, de rosa.

O que inspirou outras entidades do país a fazerem o mesmo. É o caso de Brasília (DF), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS) e Rio de Janeiro (RJ), por exemplo. Veja alguns dos monumentos que já ganharam novas luzes:

Monumentos iluminados para o Outubro Rosa

E a sua empresa? Já vestiu a camisa do Outubro Rosa?

Se o Outubro Rosa é um movimento que ganhou o Brasil e o mundo, nada mais justo que a sua empresa entre na briga contra o câncer. Para isso, deixe a vergonha de lado e dê espaço para o tema.

Em primeiro lugar, nem todas as mulheres fazem o exame de toque nos seios. Ele é indicado a partir dos 20 anos e serve para que a mulher veja se está tudo bem com o seu corpo. Saiba como fazer:

Infográfico Outubro Rosa Pix Mídia

Mas por que o autoexame é um tabu? Muita gente acha que o corpo da mulher só serve para dar prazer ao homem. Isso quer dizer que o toque, seja ele sexual ou não, é visto como algo errado.

Dessa forma, as mulheres deixam de se tocar para não serem julgadas. Nesse sentido, as empresas têm a missão de ensinar o que é certo. Por meio de cartilhas, dados e vídeos sobre o Outubro Rosa.

Afinal de contas, além das mulheres, a luta contra o câncer de mama também precisa do apoio dos homens. Porém, como abordar o tema no meio de uma pandemia?

O rosa invadiu o home office

A vacinação está avançando, mas o home office ainda é uma realidade pra muita gente. Dessa forma, empresas que pensam fora da caixa envolvem sua equipe em qualquer lugar. Até mesmo em casa, se for o caso.

Portanto, nos primeiros dias do mês, envie um press kit com um botton, caneca, camiseta, máscara, entre outros itens impressos. Além disso, escreva o nome do colaborador que vai receber o pacote.

Às quartas usamos rosa

Que tal pegar uma referência que quase todo mundo ama e transformá-la em uma ação? O filme Meninas Malvadas foi lançado em 2004, mas os fãs lembram das piadas até hoje.

Sendo assim, o time pode se vestir de rosa em uma das quartas-feiras de outubro. O objetivo é fazer com que todo mundo entre no clima da campanha, mas sem abrir mão do bom humor.

Se elas venceram, você também pode

Há quase 1 ano recebi o diagnóstico de câncer de mama e uma revolução se iniciou na minha vida. Aprendi mais com a doença do que sofri. Mesmo a convivência com dores constantes, cansaço e dúvidas sobre o meu futuro não me impediram de trilhar um caminho com força, muita fé e coragem. Me superei diariamente. Conheci em mim uma força que não sabia que tinha. E, como qualquer paciente de câncer, tive temores e fraquezas.

Sabe quem escreveu esse texto e postou nas redes sociais? A apresentadora Ana Furtado, de 47 anos. Ela foi diagnosticada com câncer de mama em 2018, mas venceu a doença e hoje é um exemplo de superação.

Além dela, as atrizes Arlete Salles e Patrícia Pillar venceram o câncer e inspiram muita gente. Nesse sentido, a história delas e de outras pessoas deixam o seu Outubro Rosa mais humanizado e sensível.

A luta contra o câncer de mama tá on

Por que deixar a campanha em off se ela pode atingir mais pessoas no digital? Use as redes sociais para postar imagens e vídeos sobre o Outubro Rosa. Desse modo, a empresa se aproxima, não apenas da equipe, mas também dos clientes.

No entanto, se você quer investir em uma comunicação interna que dá certo, escolha a TV corporativa da Pix Mídia. Nela você cria grades em pouco tempo e exibe a programação em uma tela ou mais.

Tudo com a facilidade e a rapidez que a sua empresa precisa para voar mais alto.

Para ouvir

Em 2019, o podcast Bem Estar da TV Globo lançou um episódio sobre o Outubro Rosa. Na ocasião, o programa ouviu a psico-oncologista Luciana Holtz e a jornalista Ana Michelle Soares, que enfrentou a doença há 10 anos. Ouça aqui.

Para assistir

Por fim, o filme Unidas Pela Vida (2013) dá uma aula de amizade e superação. O drama com pitadas de comédia conta a história de Annie Parker. Uma mulher que recém descobriu um câncer de mama. Baseado em fatos. Assista aqui.